Marco Oliveira

Sinopse Inspirados em uma das lendas da violeta, que começa a eclodir ao final do rigoroso inverno para florir irradiante na primavera, Val Mello e Jorge Ventura costuram seus poemas de modo a exprimir o canto de amor sobre a...
  • mayo 25, 2021
  • 0 Comentarios
Leer más
Rastros sonoros Como aterrissar das nuvens de sonhos? Quando a noite rompe apagando a luz? A sabedoria de um corpo sempre seduz Na penumbra de um entardecer de frio E todo aquele universo antes sem brio Tira desta angústia do...
  • mayo 17, 2021
  • 0 Comentarios
Leer más
Toda mãe tem as duas mãos quebradas, e são para quem nunca as concedeu. Como se fosse inconcebível fado o nome carregado, o nume dado da vila inacabada. Quem te deu que vai ruindo todo nas quebradas um erro infando,...
  • abril 19, 2021
  • 0 Comentarios
Leer más
Desalento Meus olhos esperançaram aurora, mas o dia foi chumbo. A chuva teimou em não deitar sobre a terra e lavar tudo. Há estilhaços cardíacos no meu apartamento e manchas vermelhas nas paredes. Por falta de chuva, derramo lágrimas como...
  • febrero 26, 2021
  • 0 Comentarios
Leer más
Cronologia do limbo: Dia 1 Rotas de navegação as tenho Menos o mar Não sei mais o caminho para o mar Me enterro Sei dos meus pés os limpo os lavo o cheiro da terra não sai Tenho me tornado...
  • febrero 10, 2021
  • 0 Comentarios
Leer más
O Salto Ceumar fez a canção em março e Caco Pontes criou os versos em ressonâncias misteriosas com a Grande Mutação de dezembro de 2020. Algo já estava no ar e a música/ poema/imagens se alinharam ao momento cósmico iminente....
  • febrero 2, 2021
  • 0 Comentarios
Leer más
OSSOS a distância enche a imaginação de alegorias das alegrias antigas que colecionamos quando é noite os silêncios se avolumam e as suposições convertem em bichos as sombras não me desculpe as loucuras os desacertos as vertigens a vida é...
  • enero 27, 2021
  • 0 Comentarios
Leer más
Neste tempo escuro Desafortunada é a morte e vou escrevendo na parede o medo . A dor dos que estão presos no casulo. Não respiro cristais e de boca aberta dormem os sonhos. Vivos cuidamos dos vivos, mas não cuido...
  • noviembre 11, 2020
  • 0 Comentarios
Leer más
Haute cuisine      A linguagem nebulosa dos trapaceiros serve apenas a objetivos temporários. Ezra Pound   Vende-se Poema limpinho, recatado, do lar, gestos medidos, voz doce, Inspirado em __________ ou ____________ (preencha você), Fácil de escrever, “conceitual à beça”...
  • octubre 9, 2020
  • 0 Comentarios
Leer más
      Alex Frechette é artista plástico e trabalha prioritariamente com desenho, pintura, objetos e vídeos junto a temáticas sociais. É mestre em Turismo pela Universidade Federal Fluminense (UFF), especialista em Arte e Cultura pela Universidade Candido Mendes (UCAM),...
  • septiembre 22, 2020
  • 0 Comentarios
Leer más
Categorías