SOM-SILÊNCIO-MEMÓRIA | 3 POEMAS DE BRENDA MAR(QUE)S PENA

Rastros sonoros

Como aterrissar das nuvens de sonhos?
Quando a noite rompe apagando a luz?
A sabedoria de um corpo sempre seduz
Na penumbra de um entardecer de frio
E todo aquele universo antes sem brio
Tira desta angústia do lugar nenhum
TUM
TUM
TUM
TUM
TUM
TUM
TUM
Meu coração batendo forte lá dentro
Queimando feito Sol neste momento…

Silêncio e Memória

As palavras
go
te
jam
a arte do traçado irregular
Ente o Silêncio e a memória
Tudo será possível na lembrança
Quando o espaço-tempo
se mescla na permanência.

Performance Sonora Latejante

Personagens: cabeça, a dor e o grito.

Recursos: pouca luz, sem microfone, um martelo.

Cena: poeta com o olho fundo, preto, mórbido…

As ideias giram enquanto…
Há o que pensar?

O pensamento incômodo,
Dá dor de cabeça.

A enxaqueca produzida
Não traz alívio.

O HORRORRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRR…..
AIIIAMMIMM HHAHAMAM;;;

gritar não convém
Ouça o gemmmmmmmmmmmiido

O cérebro sem trabalho
Não LATEJA…


Brenda Mar(que)s Pena é artista multifacetada: escritora, jornalista, fotógrafa, baterista e performer. Nasceu e vive em Belo Horizonte (MG), onde trabalha na Rede Minas Cultural e Educativa. Mestre em Estudos Literários pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG. Doutoranda em Estudos de Linguagens pelo Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais – CEFET-MG . Diretora fundadora do Instituto Imersão Latina (IMEL) e da Associação de Jornalistas e Escritoras do Brasil, em Minas Gerais – AJEB-MG. Autora dos livros: Tsunâmica (Sangre Editorial, 2019) Manos Pulsantes (O Lutador, 2017), DESnaturalizados (Editora Saramandaia, 2016), Poesia Sonora – História e Desdobramentos de uma Vanguarda Poética (Editora Tradição Planalto, 2009), Utopias Possíveis: Imersão Latina: 10 anos (O Lutador, 2015) e organizadora das antologias do coletivo Nós da Poesia, atualmente na sétima edição.

brendamars.wordpress.com
recantodasletras.com/autores/brenda
facebook, youtube e instagram @brendamarquespena

Leave a Comment

Categorías