poesía de Portugal

“Podia começar por aqui agradecer aos destroços, abrir lume destinar-lhe estas últimas sete palavras ser convicto enfim mesmo sem saber como”. R.N.G   O FIM DO MUNDO COMEÇA SEMPRE NO CAFÉ DO BAIRRO o vietnamita eleva uma maçã acima da cabeça...
  • agosto 12, 2020
  • 0 Comentarios
Leer más
Primeiro deverá ficar muito claro que aquilo que os outros chamam de bruxaria                               é mesmo o nosso caminho              ...
  • julio 25, 2020
  • 0 Comentarios
Leer más
MUITO RARO E CARO   Curador invitado: Silvit   Nuno Moura nasceu em Lisboa, em 1970. Teve asma. Trabalhou em anúncios, clipping, clubes de vídeo, piscinas e livrarias. É doméstico, poeta, leitor e editor da Mia Soave e da Douda Correria....
  • julio 9, 2020
  • 0 Comentarios
Leer más
Categorías